Novembro Azul

Fique ligado nos sintomas iniciais da doença

banner-novembro-azul
agora-e-a-vez-dos-homens-01okNovembro Azul é um movimento criado com a finalidade de conscientizar a população e, em especial os homens, da necessidade de se realizar o exame de próstata de forma preventiva contra o câncer. Durante o mês, campanhas e propagandas são divulgadas em todo o país com o intuito de incentivar o exame de toque e de sangue.

O câncer de próstata é o segundo mais incidente nos homens, ficando atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. De acordo com o Instituto Oncoguia, 1 em 7 homens será diagnosticado com o câncer durante a vida.

Ele é o resultado de uma multiplicação desordenada das células da próstata. Alguns fatores de risco devem ser observados, como a idade do homem, sendo comum o surgimento do câncer a partir dos 50 anos. Aliado a isso, a genética também mostrou ser um determinante da doença.

O câncer em seu estágio inicial apresenta alguns sintomas como: dificuldade em interromper a passagem da urina; vontade frequente para urinar, acordando várias vezes durante a noite para ir ao banheiro; urinar em gotas; dor na região dos testículos; dor ao ejacular e presença de sangue no sêmen.
antec%cc%a7a%cc%83o-aos-sintomas-do-ca%cc%82ncer-de-prostrata
O tratamento pode ser realizado de diversas maneiras, sendo o desenvolvimento da neoplasia o que irá definir a forma a se seguir. Entre as opções, as mais comuns são radioterapia, terapia hormonal para paralisar a produção de testosterona ou a cirurgia para remoção da próstata ou dos testículos.

Apesar de não existir uma maneira efetiva de se prevenir, o diagnóstico precoce continua sendo a melhor alternativa. Realizar anualmente o exame a partir dos 45 anos, acompanhado de exercícios físicos regulares e uma alimentação saudável ainda são os métodos mais eficazes para que a doença seja evitada.

Os deputados estaduais de Rondônia apoiam e lutam por esta causa, tanto que neste mês, diversas ações preventivas estão sendo realizadas na Assembleia.

 

Compartilhar
ALE RO - 2017 © Todos os direitos reservados aos rondonienses